Saturday, November 11, 2006

Prenda de Natal

“Como vês, não sou mulher de ignorar um desafio… por isso considera este texto a tua prenda de natal antecipada e uma resposta ao teu desafio. Espero bem que tenho estado altura das tuas expectativas…”

PS. Tuga é aquele que se vê nas minhas palavras... este post foi pensado no plural e não para uma pessoa em particular.

E se eu senta-se no teu colo e abraçava-te?
E se eu te fizesse cócegas?
Se eu apenas sorri-se e te disse-se que te adoro?

Ai que transtorno iria te causar!
Tu que não dás ponto sem nó, tu que procuras perceber todos os motivos e razões de ser. Será que algum dia serás capaz de entender o gesto por o que ele é…
Um simples gesto… um mero gesto
De uma pessoa que gosta de outra e lhe apeteceu exprimir o sentimento.

Tadinho do Tuga…
Que foi criado para sobreviver o mundo calculista…
Que sabe que existe uma intenção por de trás de cada acção…
Que entra em cada situação de pé atrás…
Que foi programado para controlar tudo e todos á sua volta...


Confiança?
Beneficio da dúvida?
Isso é para os iludidos!... Aqueles que ainda não bateram vezes suficientes com a cabeça contra a realidade fria e dura para aprenderem que o mundo não é um sitio simpático.

Ai se te esforçasses tanto quanto reclamas!

Tu cansas-me com o teu desgaste de energia desnecessária

Tudo tem que ter motivo…
Tudo tem que ter justificação…
Tudo tem que ter melhor forma de fazer…
Contigo, até respirar tem técnica!

Quero…
Já!...
Mais…
Não!...
Mais…
Mas…
Quero Mais!....

Questionas tudo... pensas demais… falas muito… acreditas pouco.

Ai se eu te pudesse libertar!
Se apenas confiasses em mim…
Soltava-te dos pormenores e voltavas a ver, viver, sentir e amar com o coração de criança…
Sem medos, e com vontade de rir, sorrir e viver!
Passavas a ver o melhor das pessoas…
O melhor da vida…
O melhor de ti…
E ao dar oportunidade aos outros…
…á vida…
Libertavas-te

Uma oportunidade…
Duas oportunidades…
Mil oportunidades… e as que forem precisas.

Olhas para mim desconfiado…
À primeira achavas-me iludida… ingénua... criança…
Mas algo dentro de ti fala;
Uma voz que conheces vagamente… há tanto tempo que já não a ouves.
As minhas palavras parecem ter algum sentido…
Mas não somam certo!

Não tens a fórmula certa para experimentares estas sugestões...

A tua capacidade de análise não abrange esta lógica.
Não foram assim que te ensinaram!
Sou um perigo… é melhor ficares longe,
Arriscas-te a começar acreditar em histórias que contam ás crianças.

Tadinho do Tuga…
Eu sei que te baralho…
Tu também baralhas-me a mim.
Tento ser como tu no teu mundo, mas sempre que tento, sou infeliz.

Somos criaturas diferentes tu e eu…
Temos muito que aprender um com o outro.
Se pelo menos me amostrasses a tua forma de amar…
Compreendia-te melhor.
Terás interessado em conhecer a minha?
Tu que és egocêntrico e convencido, imagino que acredites que a tua maneira é a melhor e mais correcta!
Que surpresa era a tua de conseguires adormecer nos meus braços sem que os teus pensamentos habituais de perturbam. Puder te entregar sem medos... sem receios...
Será que a nossa forma de exprimir carinho difere tanto?
Será que o meu toque te provocava um sentimento que nunca experimentastes?
Que o meu beijo seja de um sabor diferente aos que já conheces?
Ou será que tudo isso tem mesmo língua universal?

Tuga… tu falas demais.
Não tens a coragem das tuas convicções
E não lutas por aquilo que mais queres da vida.
Mesmo assim…
Acredito em ti.

6 comments:

Quicha said...

Bravo!!!

Very well done, very well expressed and very true!

Vamos lá Tugas, está na hora de reflectir nestas palavras. Não estamos a tentar mudar um povo e uma cultura, mas abrir as mentes daqueles que a Sunshine descreveu aqui, um gesto pode ser só um gesto e não ter nada por detrás!

I loved the message in this post!

Storm said...

Its only been a few weeks that i´ve been without internet and you´re writing in porra? Damn! As soon as I get the time i´ll catch up on the posts i´ve missed.
Wanted to let you know that I miss you, we miss you! You should´ve stayed.

Anonymous said...

mr storm must be careful with language, please! no language is porra, is portuguese!!! should I refer to a kefir language? U wouldn't like...
ok quida, só p ele n saber, aqui vai! O tuga é muito pequenino, muito egocêntrico e tem a mania das grandezas... small people... de qq modo acredito haverem honrosas excepções e um movimento que altera esta forma de estar...
Quem se tenta adaptar sofre um pouco, na incerteza q o pp tuga tem de si mesmo... adaptamo-nos com alguma facilidade e alguma flexibilidade...
O ser-se cioso de marcar as coisas pelos nomes, procurar definir, e constantemente hà procura de algo, sem saber o q!
E depois, vêm pessoas como tu ajudar as por as coisas no lugar, a entrar nos esquemas, e a desmontá-los, chamando as coisas pelos nomes, acordando-nos por um espaço de tempo para as mudanças que temos de fazer... somos ainda infantis no desenvolvimento social... uma pequena evolução de mentalidades... um longo caminho ainda a percorrer!
Falta-nos esse lutar por convicções, somos demasiado um povo de brandos costumes! Precisamos de quem nos dê umas estaladas! E por vezes nos encoste à parede! E aí, q bom estares tu!
KKK W

PAULO SANTOS said...

Querida Sunshine

Já li e reli este post varias vezes...
A razão porque só agora o commento, é facil!!!!
So agora arrnajei o bacadinho para te dar a atenção que verdadeiramente mereces!!!!!
Antes de mais nada...PARABENS!!!!
E um muito OBRIGADO!
Obrigado por me teres ofertado uma prenda de Natal verdadeiramente especial!
Daqueles que dinheiro algum no mundo podem comprar!
Vindo de alguem que eu verdadeiramente gosto! E sendo um antiTuga posso dizer que Adoro!
Assim! Despudoradamente!
Guardo para toda a eternidade esta prenda! Que faz acreditar na magia de um Natal!!!!!
Parabens fofinha!!!
Alem de estar superbem escrito....surpreendeste-me!
Pelo caracter do Post!
Pela força do mesmo!
Pela maravilha!
És alguem que verdadeiramente consegue vislumbrar a alma!
Há muito de experiencia tua no dito!
Há partes de ti a tocar na ferida!
Há sangue e lagrimas tuas tambem!
Há gritos!!!!
Mas há uma coisa fabulosa!!!!
Descobris-te finalmente em que lado do globo estás!!!!
Penso que serás sempre uma emigrante nesta terra!
Que te recebe e adora!!!
Mas verdadeiramente nunca poderás pertencer aqui!!!
Es verdadeiramente o oposto!
E mesiricordiamente tentas entender esta negrura a que alguns chamas fado... mas eu acho que é estupidez!!!
Que é tabu....
Que é nosso!

Carla, foi a todos os niveis algo fabuloso este post!
E penso que me conheces minimamente para saberes que não faço "fretes" nem pinto o mundo de "bonitinho"!
Do fundo do meu coração
Obrigado!

Até por me relembrares os tugas que sou(somos)

:::depois comento o post acima!
preciso de tempo para o absorver na plenitude!

Mil beijos longos, doces e lindos

Teu amigo
Paulo

Anonymous said...

Já conversamos várias vezes sobre este tema para conheceres bem a minha opinião sobre o assunto.
Continuo achando que todos os pontos referidos não se tratam de um problema de cultura mas sim um problema de atitude em geral.
Pessoas com a tua capacidade de amar, acreditar etc. é que são raras.
Esta mensagem até pode ter sido intencionada para os Tugas em geral mas fostes muito específica em certos aspectos o que me leva à conclusão que foi inspirado por alguém.

Li este post no fim de semana mas só agora é que reflecti que tu e o Tuga até se complementam.
Que tal namorares com um Tuga? :P
E já agora porque não este? :P

Antes me enviares as tuas contestações queria te lembrar das tuas próprias palavras - Why not?

Juizinho Piquena
AF

dreams said...

conseguiste surpreender e descrever com originalidade a mentalidade do "desenrascanço" e da falta do acreditar que caracteriza tão bem os "tugas"...

parabéns linda :)

um beijo doce * e até uma próxima vez...
“·.¸Dreams¸.·”